URGE CONVOCAR O VENTO, URGE ABANAR, PARA QUE CAIAM OS RAMOS SECOS. URGE FERTILIZAR, PARA QUE NOVOS RAMOS EMERJAM DISPOSTOS A FECUNDAR OS FRUTOS DE QUE SE ALIMENTAM A VIDA E O EGO DA NOSSA CIDADE DE ALMEIRIM.
Quinta-feira, 17 de Maio de 2007
FUI PARA MARCAR CONSULTA

Aqueles e aquelas que dependem do CENTRO DE SAÚDE DE ALMEIRIM, que são seus utentes, já devem estar à espera de que venhamos aqui desenvolver este tema com a agressividade suficiente e à medida da revolta que nos consome.

Porém, vamos tentar relatar-vos calmamente, civilizadamente, a odisseia que não chegou a ser, mas como seria se tivessemos levado por diante a ideia de marcar consulta para o médico de família.

Dirigimo-nos para tal ao balcão do Centro de Saúde de Almeirim onde fomos correctamente atendidos pela sra. assistente do clinico respectivo. Começámos por perguntar à sra. funcionária quais eram os procedimentos necessários à marcação de uma consulta que deveria ser de rotina, mas que não é, já que há já vários anos que não avistamos o médico de família para esse efeito.

Explicação da ra. funcionária: Bem, há cinco dias no mês para marcar consulta. O que acontece porém, é que os utentes vêm às duas da manhã para aqui e marcam logo no primeiro dia todas as consultas. Portanto, ou sr. vem também às duas da manhã, ou muito difícilmente arranjará consulta. Pode no entanto vir às urgências e pedir ao seu médico que o consulte. Sim mas os médicos não gostam dsso. Dizem que ali não é consultório. Pois, ma se não fizer assim como é que vai fazer? Não sei. O que sei é que na televisão e na rádio estão constantemente a fazer a apologia da medicina preventiva e com a qual eu concordo plenamente. Pois é.

E foi assim. Vim de lá "de mãos a abanar" como de costume e como muitos milhares de outros. Ou será que não? Será que a culpa é minha? Ou dos outros utentes? Mas se alguém achar que a culpa é nossa, estamos dispostos a que nos expliquem como fazer de forma correcta. Talvez assim tenhamos acesso tão célere à famigerada consulta, como célere tem de ser o pagamento feito mensalmente à Segurança Social para não nos arriscarmos a ter de pagar juros pelo atraso.

"MARCAR CONSULTA"
 
Fui p’ró Centro de Saúde
Marcar consulta não pude;
Às duas da madrugada
Já reinava a confusão,
E uma mulher constipada
Pegou-me a constipação.
 
Quando foi de manhãzinha,
Às doenças que já tinha
A gripe se acrescentou.
Por pernoitar ao luar,
O doutor me consultou
Que às urgências fui parar.
 
Medicina preventiva?
Serve p’ra gastar saliva
De gente que fala bem;
Mas qualquer um desanima
Quando médico não tem
Nem vista lhe põe em cima.
 
Fui p’ró Centro de Saúde
Marcar consulta não pude;
Passei a noite ao relento;
No auge do frenesim
Já com sol em Almeirim
Explodia-me o desalento.
 
Há anos que lá não ia
E por isso não sabia
Com que regras me reger;
Não tive grande surpresa
Por pressentir a certeza
De nada lá ir fazer.
 
As vidas passam ligeiras
E as maleitas sorrateiras
São como a grama nociva;
Espalham-se no canteiro
Cuja cura preventiva
É só p’ra quem tem dinheiro.
F. Januário (pseudónimo)


publicado por João Chamiço às 16:13
link do post | comentar | favorito
|

6 comentários:
De poetaporkedeusker a 28 de Abril de 2008 às 13:16
Ai meu amigo João! Que delícia de poema!
Tenho um soneto parecido (não lhe chega aos calcanhares!) algures nos meus ficheiros... que são imensos e caóticos...
Quando o encontrar, envio-lho!
Abraço e obrigada pela visita de ontem!


De poetaporkedeusker a 28 de Abril de 2008 às 16:00
O prometido é devido, por isso aqui ficam as minhas

URGÊNCIAS

Rendida ao intestino em disfunção,
Entre a casa de banho e o PC,
Nesta imensa aflição que ninguém vê,
Vivo numa constante indecisão...
.
Agora que um soneto, uma canção,
Nascia, definia o seu "porquê",
Urgências de barriga em WC
Impedem-me o sucesso da missão!
.
O Centro de Saúde está fechado
Por ordem superior do Ministério
E sai caro ir daqui pr`ró hospital...
.
E se isto não é coisa do passado,
Do tempo do fascismo e do Império,
Não serei eu quem sofre o pior mal!


De João Chamiço a 28 de Abril de 2008 às 23:31
Olá companheira de palavras. permite que assim o diga, ainda que de um patamar inferior.

No que se refere ao assunto em epígrafe, apetece-me dizer, em vez de (palavras para quê), gargalhadas para quê.
Depois, vem-me à ideia que o assunto não é para gargalhadas mas sim para gritos. Apetece-me gritar bem alto a minha raiva, ou descrevê-la aqui, neste silêncio, que, se não fere os ouvidos, há-de, fazer, se fizer, sangrar a indiferença de alguns malvados.

Um abraço


De poetaporkedeusker a 28 de Abril de 2008 às 23:51
Pois façamos sangrar a indiferença dos malvados!
Há pouco mais de meia dúzia de anos o Centro de Saúde de Oeiras tinha um S.A.P. (Serviço de Atendimento Permanente) a funcionar 24 sobre 24 horas todos os dias da semana. Aquilo até não funcionava mal de todo e embora as esperas de muitas horas fossem inevitáveis, o atendimento não era mau e evitava muita ida ao hospital "por dá cá aquela palha", que é como quem diz, - ai, que me dói a barriga, por exemplo.
Devia ser demasiado bom porque agora acabaram-se as consultas de urgência e uma desinteria ou uma valente gripe, não escolhem horário nem dia para atacar...
Sangrem, sangrem, malvados e indiferentes!
Abraço!


De João Chamiço a 29 de Abril de 2008 às 00:30
Já leste o (Ensaio Sobre a Lucidez ?)
Quem sabe um dia serão em número ganhador aqueles que votam em branco, e quem sabe, os malvados ficam de tal modo inseguros que se lembram de sitiar Lisboa ou Oeiras ou outra cidade qualquer na esperança de perceberem como foi possível uma coisa assim.
É, porque aquilo que salta à vista eles não entendem.

Um abraço


De poetaporkedeusker a 29 de Abril de 2008 às 01:13
Esse ainda não. Mas conheço bem Saramago e perdi-me de amores pelo Ensaio sobre a Cegueira... e esta é para os indiferentes! Para os que só começam a entender depois de, realmente, perderem a vista...
Abraço!


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


posts recentes

TASQUINHAS - ASAI NÃO OBR...

SUA EXCELÊNCIA O SR. PRES...

********* DIZER MAL **...

FUI PARA MARCAR CONSULTA

REGRAS SIMPLES DE BOA VIZ...

ZECA AFONSO, FAZ HOJE 20 ...

PARTICULARIDADES -DISSE E...

ORFEÃO DE ALMEIRIM

NO PRÓXIMO NATAL QUE HOUV...

arquivos

Junho 2007

Maio 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

tags

todas as tags

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds