URGE CONVOCAR O VENTO, URGE ABANAR, PARA QUE CAIAM OS RAMOS SECOS. URGE FERTILIZAR, PARA QUE NOVOS RAMOS EMERJAM DISPOSTOS A FECUNDAR OS FRUTOS DE QUE SE ALIMENTAM A VIDA E O EGO DA NOSSA CIDADE DE ALMEIRIM.
Domingo, 31 de Dezembro de 2006
ORFEÃO DE ALMEIRIM

Deixei este comentário no Blogue (SANDES DE COIRATO), ma não resisti a deixá-lo aqui também na forma de um pequeno post.

Olá amigo.
Gostava de lhe pedir que na sua lista "Som de Almeirim" adicionasse também o (Orfeão de Almeirim). O Orfeão de Almeirim é uma Associação Cultural de Utilidade Pública. É constituído por cerca de 25 elementos que executam peças nacionais e estrangeiras das mais diversas épocas e dos mais diversos compositores. TRABALHAMOS GRACIOSAMENTE e por carolice em prol da cultura na cidade de Almeirim e ainda pagamos cotas. Os nossos ensaios tem lugar às segundas e quartas na Casa do Povo de Almeirim. A nossa última actuação foi dedicada ao Natal, (Concerto de Natal) e teve lugar no passado dia 16 de Dezembro de 2006 na Igreja Matriz de S. João Batista em Almeirim. Iremos cantar as janeiras pela cidade e pela vila de Fazendas de Almeirim entre os dias 2 e 7 de Janeiro à semelhança do que vimos fazendo desde que ressuscitámos esta velha tradição há já vários anos. Desejamos a todos que 2007 supere todas as vossas expectativas.
João Chamiço

 

 


sinto-me: Com o espírito da época
música: Natal de Elvas II

publicado por João Chamiço às 21:39
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 19 de Dezembro de 2006
NO PRÓXIMO NATAL QUE HOUVER

NO PRÓXIMO NATAL
QUE HOUVER

No Natal, quando soarem os sinos,
Nos países deste planeta imenso,
Muitos meninos pobres vão nascer;
E Cristo, pobrezinho e os meninos,
Sem ter ouro, nem mirra, nem Incenso,
Nascem no próximo Natal que houver.

Nessa noite, meninos vão nascer
Sem terem manjedoura nem calor;
E os outros, em presépios de riquezas:
Jesus, no próximo natal que houver,
E os meninos em sonhos d’esplendor,
Partilham horizontes de incertezas.

Tapai os indigentes com meu manto!
Dirão os que da guerra são senhores
Àqueles que os mandam combater;
Lavrai as leis em pétalas de flores
E decretem que o Natal é que é santo,
E as guerras, proibidas de o ser.

- Ouvem-se preces de mães receosas -
E as estrelas que avivam os caminhos
Repetem cânticos em oração;
Mas já as multidões tumultuosas
Açoitam em Jesus os pobrezinhos,
E aprontam nova crucificação.

Tantos Poncio Pilatos na Judeia;
Legiões de fariseus paladinos,
Judas, por quantos dinheiros houver;
Vendem por trinta, a última ceia:
E Cristo, pobrezinho e os meninos,
Nascem no próximo Natal que houver.

João Chamiço

Escrito em Almeirim em 2003

P.S. Este poema foi brilhantemente declamado pela professora Neli Martins no Concerto de Natal que o Orfeão de Almeirim apresentou no sábado 16 de Dezembro de 2006 na Igreja Matriz de S. João Batista.


sinto-me: menino

publicado por João Chamiço às 22:19
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

SUA EXCELÊNCIA O SR. PRES...

********* DIZER MAL **...

FUI PARA MARCAR CONSULTA

REGRAS SIMPLES DE BOA VIZ...

ZECA AFONSO, FAZ HOJE 20 ...

PARTICULARIDADES -DISSE E...

ORFEÃO DE ALMEIRIM

NO PRÓXIMO NATAL QUE HOUV...

arquivos

Maio 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

tags

todas as tags

links
blogs SAPO
subscrever feeds