URGE CONVOCAR O VENTO, URGE ABANAR, PARA QUE CAIAM OS RAMOS SECOS. URGE FERTILIZAR, PARA QUE NOVOS RAMOS EMERJAM DISPOSTOS A FECUNDAR OS FRUTOS DE QUE SE ALIMENTAM A VIDA E O EGO DA NOSSA CIDADE DE ALMEIRIM.

Quinta-feira, 17 de Maio de 2007
FUI PARA MARCAR CONSULTA

Aqueles e aquelas que dependem do CENTRO DE SAÚDE DE ALMEIRIM, que são seus utentes, já devem estar à espera de que venhamos aqui desenvolver este tema com a agressividade suficiente e à medida da revolta que nos consome.

Porém, vamos tentar relatar-vos calmamente, civilizadamente, a odisseia que não chegou a ser, mas como seria se tivessemos levado por diante a ideia de marcar consulta para o médico de família.

Dirigimo-nos para tal ao balcão do Centro de Saúde de Almeirim onde fomos correctamente atendidos pela sra. assistente do clinico respectivo. Começámos por perguntar à sra. funcionária quais eram os procedimentos necessários à marcação de uma consulta que deveria ser de rotina, mas que não é, já que há já vários anos que não avistamos o médico de família para esse efeito.

Explicação da ra. funcionária: Bem, há cinco dias no mês para marcar consulta. O que acontece porém, é que os utentes vêm às duas da manhã para aqui e marcam logo no primeiro dia todas as consultas. Portanto, ou sr. vem também às duas da manhã, ou muito difícilmente arranjará consulta. Pode no entanto vir às urgências e pedir ao seu médico que o consulte. Sim mas os médicos não gostam dsso. Dizem que ali não é consultório. Pois, ma se não fizer assim como é que vai fazer? Não sei. O que sei é que na televisão e na rádio estão constantemente a fazer a apologia da medicina preventiva e com a qual eu concordo plenamente. Pois é.

E foi assim. Vim de lá "de mãos a abanar" como de costume e como muitos milhares de outros. Ou será que não? Será que a culpa é minha? Ou dos outros utentes? Mas se alguém achar que a culpa é nossa, estamos dispostos a que nos expliquem como fazer de forma correcta. Talvez assim tenhamos acesso tão célere à famigerada consulta, como célere tem de ser o pagamento feito mensalmente à Segurança Social para não nos arriscarmos a ter de pagar juros pelo atraso.

"MARCAR CONSULTA"
 
Fui p’ró Centro de Saúde
Marcar consulta não pude;
Às duas da madrugada
Já reinava a confusão,
E uma mulher constipada
Pegou-me a constipação.
 
Quando foi de manhãzinha,
Às doenças que já tinha
A gripe se acrescentou.
Por pernoitar ao luar,
O doutor me consultou
Que às urgências fui parar.
 
Medicina preventiva?
Serve p’ra gastar saliva
De gente que fala bem;
Mas qualquer um desanima
Quando médico não tem
Nem vista lhe põe em cima.
 
Fui p’ró Centro de Saúde
Marcar consulta não pude;
Passei a noite ao relento;
No auge do frenesim
Já com sol em Almeirim
Explodia-me o desalento.
 
Há anos que lá não ia
E por isso não sabia
Com que regras me reger;
Não tive grande surpresa
Por pressentir a certeza
De nada lá ir fazer.
 
As vidas passam ligeiras
E as maleitas sorrateiras
São como a grama nociva;
Espalham-se no canteiro
Cuja cura preventiva
É só p’ra quem tem dinheiro.
F. Januário (pseudónimo)


publicado por João Chamiço às 16:13
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

FUI PARA MARCAR CONSULTA

arquivos

Maio 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

tags

todas as tags

links
blogs SAPO
subscrever feeds